Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2015

Liberdade pra crescer

é preciso espaço. amadur(e)ser pra aprender. a amar. e cair do pé que nem fruta madura. a ávore precisa abandonar seus frutos e deixar eles serem, só assim ela também é. e é preciso ver. com olhos de realidade as amarras que nos colocamos perceber que o sofrimento, eu carrego. e aí eu cresço. pode doer, claro mas o quem é que sente essa dor? aquela parte que se apega ao sofrer, não quer crescer. e quando eu abandondo tudo. vem a lucidez. e a leveza de viver o mundo como ele é. sem ilusões. e é que tudo já ta tão bom. que precisa mudar além de mim mesma?

sobre o permitir

a gente abraça o refugiado mas não permite a existência do vizinho, do irmão, do marido. e o existir é simplesmente ser. queremos mudar. o outro, é claro. ele contem todo o mal e o mal estar que me contem. é que a canção está estranha aqui narciso acha feio o que é espelho. e o outro reflete o que não gosto em mim. esse não que escondo até de mim mesmo. e vem mascarado com cara de outro entre outras coisas daí resistismos. e resistir dói. já viu um músculo tenso? ele resiste. você resiste. nós resistimos ao fluir da vida. por medo. é tanto medo... e por medo controlamos, com medo de perder o controle. e perdemos o controle do nosso próprio medo. e assim resistimos insistimos, não permitimos. aceitação, é liberar o outro a liberar a si mesmo. conhecer a ti mesmo, abraçar os seus nãos permissão.