Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2015

porque o você, simplesmente não pode florescer.

quando eu falo dEle, estou eu falando de mim mesma. hoje na meditação percebi que este eu, que Gurdjieff chama de ~eu ordinário~, é incapaz de amar. também conhecido como ego, escuto dizerem. o ego isso, o ego aquilo. digo dizeres, mas quem é que diz?  quem diz que é o ego que é incapaz de amar?  e afinal, o que esse ego quer dizer? esse ego que sou eu? esse eu que vos escreves é o próprio ego.  este que já se perdeu dentro de si mesmo, se expandiu...]  e agora já não sabe onde foram parar seus limites. eu já não sei quem eu sou. e essa é uma frase do ego. eu, o ego, diz que enquanto ele existir não será. enquanto existir um eu, não existirá um ser. o eu impede o ser de florescer. o eu é uma construção baseada num passado, baseada nas memórias. baseada numa falsa ilusão de que existe uma entidade fixa. o velho gosto ou não gosto. para o ser, basta simplesmente ser. estar presente, habitar-se. é muito mais fácil do que parece. o complicado