Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2016

era só azul.

Painting the ocean waves of the Night Sea by Cricket Diane C Phillips, Cricket House Studios era noite e não era era azul mas só era e esse só, ele não pertence à essa frase era o oceano e por isso, era tudo. era negro e branco era azul brilhante era noite e não era por conta de uma lua prateada grande cheia tão grande que não se via ela só era espelhada no azul do oceano mas não se via as águas calmas era calmaria que se refletia prata, pérolas brilhantes as pequenas ondulações eu via espuma branca ondinhas mas quem via? eu estava no quarto sentada. mas eu via. e o que vi, está escrito aqui. não é nada, é só poesia,

deixe que os mortos enterrem os mortos

"Os mortos são aqueles mortos para todas as possibilidades de trabalhar e mudar a si mesmos" Maurice Nicoll, Psychological Commentaries on the Teaching of Gurdjieff and Ouspensky

O "eu" ordinário é acúmulo de conhecimento.

O conhecimento condiciona o homem. O conhecimento tem a qualidade de liberar a mente? O conhecimento não tem, mas a qualidade que você obtêm do conhecimento: senso de capacidade, de saber, o peso, isso fortalece o ego. A palavra conhecimento significa o acúmulo de informações, experiência, teorias, passado e presente... O passado ajuda, pois o conhecimento é passado? Pode uma mente que está sobrecarregada de conhecimento ver a verdade? Para ver a verdade, a mente deve estar livre de conhecimento. O começo importa enormemente que pode, até, condicionar o futuro enquanto cresce. A liberdade é limitada pelo conhecimento. Não há acumulação certa ou errada de conhecimento... Diz o budista, eu não tenho dúvida na minha mente. K responde, então paramos de questionar. É possível uma evolução psicológica, um amanhã serei bom? Diz, em geral, nós, a humanidade, sempre soubemos que devemos ser bons, se houvesse essa possibilidade, nós não seríamos o que somos hoje, já teríamos evoluídos.