Pular para o conteúdo principal

É possível o existir sem "mim"?

Quem sou eu? Sou eu, essa barreira que impede a vida de ser. Ou impede o mergulho dentro da própria vida. É a consciência, um copo cheio, que não permite que nada mais entre. É verter o nada no vazio. É a repetição, pois o "eu", que é esse acúmulo de experiências, sentimentos, emoções sensações, nunca pode, nunca poderá experienciar o novo. O eu é sempre velho.



J.Krishnamurti - 3º - A Consciência pode esvaziar a si própria? - "A Transformação do Homem"

PORQUE VOCÊ NÃO MUDA? TENTAMOS MUDAR, MAS ESSENCIALMENTE SOMOS OS MESMOS.

A própria forma da qual tentamos mudar é parte do processo, não pela compreensão da natureza do homem. A entidade que deseja mudar, define um padrão de mudança e esse padrão é sempre o mesmo sob uma coloração diferente. O planejador da mudança é sempre o mesmo, só o padrão que parece diferente. "Eu" sou o velho e os padrões são os novos. A "coisa" que está causando o problema, põe-se como a "coisa" que está fazendo a mudança. A raiz permanece a mesma e nós aparamos os galhos.

Como DIABOS cortar os galhos? A raiz não é vista porque está na posição daquele que está vendo. (O observador é a coisa observada). A autoridade surge só quando estou confuso, quando estou em desordem. O Eu é a raiz, então como Eu posso mudar? Como eu não ser mais eu?

Você precisa se enganar para perceber o auto-engano?

Eu rejeito toda a autoridade. Elas não criaram nada. Eu tenho o resto da minha vida pela frente. Qual é a ação correta? Eu tenho mais 50 anos para viver. TO BE SANE

Não aceite ser uma autoridade, não permita que ele apele à você. Eu não aceito nenhuma autoridade, pois criei, a partir da minha desordem uma autoridade. Eu sinto que esse caos é muito para mim, e assumo que outra pessoa poderá me dizer o que fazer. "se você se comportar adequadamente não há autoridade" Na rejeição da autoridade eu me tornei são. Eu sei que sou neurótico, então o que posso fazer. Posso eu livrar a minha mente de ser neurótica?

É possível olhar para as palavras, para a forma como usamos as palavras, essa própria forma, as próprias palavras devem ser identificadas.

É possível olhar sem a palavra? A palavra não é a coisa, a palavra é um pensamento.

É uma realidade para você quando você tem uma crença. Porque as palavras, o pensamento se torna a realidade? Como a mente estabelece o senso de realidade? A palavra determina no cérebro a construção da realidade. Tudo o que o pensamento criou é realidade. A ilusão que o pensamento criou é uma realidade.
Como sair? Pode a consciência estar consciente de si mesmo. Pode o pensamento estar consciente de seu próprio movimento? O pensamento entendendo sua própria estrutura, seu próprio movimento. Na própria observação do pensamento ele se transforma. Na teoria quantica o objeto não pode ser dissociado do ato de observação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

quando começa?

Por onde começar? Começa pelo começo grita o papagaio que mora na minha cabeça. Mas onde é o começo?, pergunto. E o papagaio se cala. Afinal, ele só sabe repetir um punhado de frases prontas. O papagaio aprendeu que tudo que tem um fim tem um começo. O papagaio sabe que aquilo que nasce está fadado à morte.  Mas será possível a existência de algo que não tenha fim nem começo? É nos possível capturar o primeiro instante do surgimento de algo?  O que é nascer, o que é morrer? O que é o começo, e o que é o fim? Estamos nos últimos dias do ano de 2016. O papagaio aprendeu que isso é o fim de um ciclo, e o início de outro. Entretanto, quando o papagaio despertar na manhã do novo dia, ele continuará sendo o mesmo velho papagaio repetidor de passados, repetidor dele mesmo.  Para o papagaio não há fim, e portanto não há começo.

A Vida está constantemente destruindo você

Calma, vamos entender essa frase antes de sairmos a falar aquilo que achamos que entendemos. A vida está constantemente destruindo as imagens que você cria de você. Se você, como a Flávia, se acha um ótimo cozinheiro, com anos de experiência, tão bom que tira fotos e compartilha suas aventuras culinárias e, veja bem, se depara com isso: Pois bem, você, grande chef recusará esse pão, como sua obra, pois ele não se encaixa na imagem que você construiu para si mesmo. Principalmente depois de ter recebido inúmeros elogios sobre seus pães e desfrutado de algumas horas de devaneio e prazerosa imaginação sobre seus poderes e possibilidades e êxitos na arte de fazer pão. O pão, este pão acima, fere a imagem que você construiu.  Então, você pode rastejar na dor da perda da sua imagem, culpar algo ou alguém por sua falha, criar planos mirabolantes de aperfeiçoamento, e etc. Sim, claro que você — ou melhor, a imagem de você  — pode criar tudo isso para não morrer, para não

Introdução Pessoal (um par de frases)

Biografia (limite de 4000 caracteres) 4000 character limit to biography, four thousands characters to describe what Flavia has been done in the past three decades. 4000 characters, and now 169 already have gone, to make la grafia de la vida, the writing of some life, a escritura da vida. A part of course from all the eating, and breathing, and sleeping in bed, what else worthwile speaking about? Since those everyone have been doing, what's then that make Flavia special? What makes her deserve a second look? Don't you know that she asks herself this same question every morning? And, if you're sincere enought in yourself, wouldn't you ask yourself this same question? Or are we all still believing in the very special kids we are, so different from our classmates, that our mama and papa used to tell us? But then, my friend, perhaps you didn't experience this naive shock yet , the one that will shows you undoubtedly that we are not special at all and our biography